Quem somos
O começar da magia

Fundada a 18 de janeiro de 1991, a Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, pretende ser um veículo de difusão musical e cultural, nomeadamente da música portuguesa, promovendo e perpetuando o verdadeiro espírito académico e tradicionalismo de uma Tuna. Depois da estreia numa festa da faculdade em março de 1991, inúmeras são já as atuações registadas. Em maio de 1992, esta Tuna foi batizada pela prestigiada Tuna Feminina do Orfeão Universitário do Porto. Desde então tem marcado presença nos principais encontros e festivais de tunas, não só em solo lusitano como além fronteiras.

Premiada por inúmeras vezes, perpetuou as trovas e guitarradas, os copos e as noites no seu segundo registo discográfico "Serenata ao Douro".

Nos últimos anos, a nossa Tuna encantou Portugal de norte a sul, passando por Rio Maior, Ponte de Lima, Nazaré, Figueira da Foz, Macedo de Cavaleiros, Guimarães, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta, Mirandela, Vila Real, Viana do Castelo, Ponta Delgada, Funchal, Oeiras, Monte da Caparica, Braga e, em território internacional, Nápoles e Barcelona. De referir também, a participação nos Encontros Nacionais de Tunantes em Évora, Guarda, Coimbra, Viseu e Lisboa.

Em 2007 e 2008, destacam-se o regresso ao "Portugal no Coração" e a primeira visita à "Praça da Alegria", os retiros em Vila Real e na Nazaré, as festas em Viana do Castelo, as atuações em Mogadouro, em Faro, em Castelo Branco, em Lisboa, em Leiria, a viagem a Londres. Destaque também para a primeira edição do seu próprio Festival de Tunas Femininas - o I Letras Sentidas.

Entre 2009 e 2011 destacaram-se a segunda e terceira edição do Letras Sentidas e a visita à Holanda, para o festival de tunas em Eindhoven, organizado pela La Tuniña. Acrescenta-se ao currículo, claro, as diversas atuações, encontros e convívios no Porto e arredores.

Nos últimos anos a TFFLUP tem pisado palcos por todo o solo Lusitano, não esquecendo as atuações e festivais na nossa antiga mui nobre e sempre leal invicta cidade do Porto. De entre elas destacamos a participação no primeiro Festival de Tunas Femininas da Academia do Porto- I Invictus (2014) e o Sarau Cultural da Queima das Fitas (2015).

Organizamos em 2013, o nosso encontro de Tunas- Acordes Solidários, em 2015 o IV Letras Sentidas, em 2016 o V Letras Sentidas e em 2017 o VI Letras Sentidas.

Contudo, o historial de uma Tuna não se limita à narração de acontecimentos, na nossa estória o que de facto importa são as alegrias que se partilham, os obstáculos que se ultrapassam, a humildade de cada triunfo, o brilho nos olhos ao recordarmos de coração cheio os momentos passados junto daqueles que vivem e sentem esta Tuna.

Saudações Tunantes,

TFFLUP